Uncategorized

Coaching e Terapia são dois processos diferentes, mas que podem se complementar.

Ainda é comum algumas pessoas confundirem o processo de coaching com terapia. Isso acontece, principalmente, pelo fato do Coaching ainda estar em difusão no Brasil, mesmo que seja estudado desde 1850 fora do nosso país. No entanto, esse quadro está mudando, já que o processo está em elevada expansão, chegando recentemente a ganhar espaço de mídia em uma novela. Após aparecer uma coach na novela “O Outro lado do Paraíso”, da TV Globo, o termo coaching ganhou um certo holofote, além de ter gerado muita pauta e polêmica nas redes sociais. Com isso, as minhas redes sociais e celular “bombaram” com o questionamento “Coach pode resolver traumas? Foi bom ou não foi para os Coaches a abordagem na novela? Será que vai gerar mais confusão?” Minhas mentoradas em coaching da Academia Vida Divina me fizeram essas perguntas, como os alunos da nossa formação em Self & Health Coaching, dentre eles temos vários terapeutas em função do fervilhar das redes sociais acerca do tema e assim fiz lives no facebook e escrevi posts para ajudar a elucidar essas e outras dúvidas.

Para entender melhor o significado de Coaching, é necessário saber que se trata de um processo com começo, meio e fim, sempre focado no futuro.

O Coach auxilia no desenvolvimento de habilidades e percepções dos seus coachees (clientes), para que estes encontrem a melhor saída para seus problemas com objetivo de conquistar a meta (ser promovida, emagrecer, montar um negócio, prosperar ainda mais, melhorar relacionamentos, mudar de profissão, dentro muitas outras), que foi o que o levou até iniciar o processo. As origens destes problemas citados não são tratadas durante uma sessão, e sim as suas metas futuras, essa é a prioridade e função do processo de coaching. O coach não trata de traumas e questões emocionais, para essas situações a terapia é a mais indicada por ser capaz de identificar a causa e tratar o problema desde a raiz. Esse tipo de tratamento é realizado por psicólogos, terapeutas e, dependendo do caso, os psiquiatras, que são profissionais competentes para resolverem essas questões. O que pode ocorrer é que o coach seja também um psicólogo ou terapeuta e este pode, em momento adequado, tratar o trauma, deixando claro para o seu coachee a diferença da aplicação das técnicas.

Em alguns casos, avaliados com cautela pelo coach/terapeuta, esses mesmos profissionais podem fazer breves intervenções com a PNL (Programação Neurolinguística) na sessão de coaching. Afinal, há profissionais que possuem a habilitação em PNL e conseguem, através da reprogramação mental, resolver vários traumas, dependendo do nível do trauma, bloqueio. Essa parte é muito importante, pois há traumas profundos que, se identificados, é necessário interromper o processo e lidar com ele para depois retomar o processo de coaching.

Muitas vezes como um “efeito colateral”, o próprio processo de coaching pode auxiliar a dissolver alguns traumas. Vou exemplificar: tive uma paciente que me procurou para emagrecer e ao longo das 10 sessões ela foi conquistando clareza de diversos pontos, e isso foi ajudando ela a se livrar de uma depressão de mais de 20 anos, mesmo eu sendo terapeuta também, ela tem o seu psicólogo e psiquiatra que a acompanhavam por muitos anos e dei a orientação de permanecer, pois os processos são complementares. Enfim, durante este tempo, ela foi descobrindo cada fator que a levava a ter fome emocional e assim estar acima do peso desejado por mais de 20 anos, com isso o psiquiatra foi reduzindo a medicação a ponto de deixar apenas 25% do medicamento ao longo deste 3 meses com meta para tirar se ela continuasse em evolução e a psicóloga mandou os cumprimentos, pois as sessões delas que eram semanais, passaram para quinzenais, e ao fim do processo eram mensais.

 

Fonte:

http://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/coaching-e-terapia-coach-faz-hipnose-coach-resolve-traumas/109309/

Escrito por RAFAELA GENEROSO (COACH DE PROSPERIDADE E RIQUEZA)

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

limpar formulárioPostar Comentário