Uncategorized

A Maiêutica é um método socrático, criado para destacar a importância do autoconhecimento. É a forma de conceber uma ideia a respeito de si mesmo e rever conceitos estruturantes. A Maiêutica no programa de coaching, é utilizada com o objetivo de fazer com que o indivíduo se conheça, e busque ressignificar valores e interpretações dos fatos, com o intuito de entender causas e efeitos. É a base para as construções das perguntas poderosas, utilizadas no coaching, ou seja, é a forma central na conversa entre o coach e o coachee.

 

O método foi desenvolvido pelo filósofo Grego Sócrates. Basicamente é a capacidade de usar questionamentos sistemáticos, de modo a elaborar ideias que estimulem o senso crítico através das interpelações, por consequência, leva, por meio do Logus (razão), a busca da verdade possível (verossimilhança). O objetivo é destrinchar conceitos como forma de conseguir conclusões antes não observadas, promovendo verdades sobre as questões avaliadas; sustentado pelo raciocínio lógico.

 

O filósofo utilizava o método por meio dos questionamentos, de modo que as certezas fossem contemporizadas.

 

A intenção é pensar de modo sistemático e crítico, promovendo o raciocínio estruturado e fundamentado, para alcançar as respostas. Usar a inteligência para resolver os problemas mais complexos possíveis, sempre refletindo sobre conceitos estabelecidos e variáveis antes não observadas. Possibilita ao ser humano o conhecimento de si mesmo através da reflexão e questionamentos. Não foi por acaso, que Sócrates dizia: “só sei que nada sei”. Afirmava que somente por meio das perguntas sucessivas e poderosas, pode-se chegar as respostas que farão todo o sentido; no que se busca.

 

O programa de coaching é alicerçado dentro da perspectiva da maiêutica, pois, tem como uma das verdades intrínseca o “parir do saber”. Entende-se que as resposta estão dentro de cada um, e caso não estejam, é preciso criar o aprendizado da necessidade na busca das respostas. O saber muitas vezes é relembrar ou trazer à tona aquilo que já está dentro de si, ou seja, já se sabe, ou possui parâmetros norteadores conhecidos, sendo assim, esta forma de aprendizado é sustentada na prática denominada “andragogia”, a qual faz questionamentos internos, para alcançar verdades. Lembre-se: a PNL fundamentada que nosso cérebro trabalha com arquivos, sendo assim, ativá-los através dos questionamentos ou estados alterados da consciência é um recurso a ser utilizado, objetivando coletar informações. Sócrates vai mais fundo em suas analogias. Cita que uma parteira deve ter ao menos um parto na vida. Isso se explica pelo fato de que é preciso ter passado por aquela experiência para auxiliar outras pessoas. É necessário que um mais experiente, alguém que já superou essa fase ou que já tenha passado por algo semelhante, ajude a outra pessoa.

 

O coaching na tradução medieval da palavra é denominado como “cocheiro de carruagens”. Por este fato é que o programa almeja levar o coachee de um estado para outro. Através do conhecimento e da experiência, o coach promove nos coachee a necessidade de alterar padrões. Esta é a base de sustentação do programa, lembrando que o coach conduz, não carrega. A maturidade para construir perguntas poderosas, com o intuito de aguçar novos significados nos coachee, é impreterível. Esta, é a técnica que diferencia o programa dos demais ferramentais. Lembre-se: as respostas precisam vir do buscador e não de quem conduz, pois, o significado e as referências devem ser encontrados por aquele que almeja uma nova forma de compreender valores. Somente desta maneira haverá sentido em realizar mudanças pelo coachee. Nunca esqueça que alterações de comportamentos causam dor, sendo assim, caso não existe o real significado para o buscador, qualquer novo padrão de posicionamento, é apenas um mero papel escrito sem nenhum comprometimento.

 

Prof. Laertes Wille

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

limpar formulárioPostar Comentário